Blog

Vacina da Gripe

1) Quem deve se vacinar contra a gripe comum e gripe A ?

A campanha de vacinação contra a gripe 2013 se realiza de 15 a 26 de abril em todo o Estado. Se você faz parte de algum dos seguintes grupos, deve procurar a sua proteção no posto de saúde mais próximo de sua casa:

:: Gestantes independente da idade gestacional;
::Mulheres até 45 dias após o parto;
::Crianças de 6 meses a menores de 2 anos de idade;
::Pessoas com 60 anos de idade e mais;
::Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições que possam favorecer o surgimento de casos graves de influenza (devem apresentar recomendação médica no posto de saúde).

Os indígenas também recebem as doses, diretamente nas aldeias, assim como os trabalhadores de Saúde, que se imunizam nos próprios locais de trabalho.

Nota 1: se você se enquadra no critério de portador de doença crônica, solicite ao seu médico um laudo informando qual a sua doença e dizendo se é crônica. 

Nota 2: Restrição à vacina: Não deve tomar a vacina quem tiver alergia à proteína do ovo. Crianças menores de seis meses também não devem receber esta imunização, nem na rede privada. Além disso, recomenda-se que pessoas com algum quadro infeccioso que apresentem febre aguardem a melhora do quadro para se imunizar.

2) Quem deve tomar o TAMIFLU (oseltamivir) ? 

É preciso total atenção aos sinais de febre e tosse ou dor de garganta acompanhados de, pelo menos, um dos seguintes sintomas: dores no corpo ou nas articulações ou de cabeça. Nesses casos, é recomendado a prescrição do antiviral Oseltamivir, de nome comercial Tamiflu. Em crianças menores de seis meses, o medicamento é indicado para casos de febre acompanhada de um sintoma respiratório.

As investigações dos óbitos em decorrência da Influenza A (H1N1) em 2012 apontaram que grande parte deles não iniciaram o tratamento oportunamente, ou seja, dentro do prazo de até 48 horas após o início dos sintomas. Abaixo a tabela de dosagem do oseltamivir por peso e frequência diária. O medicamento é distribuído gratuitamente e está disponível em farmácias municipais, pronto atendimentos, hospitais e outros serviços. Ele pode ser obtido por qualquer pessoas com a receita médica, mesmo que ela tenha sido atendida na rede privada.

No momento o Estado possui em estoque cerca de 190 mil tratamentos (cada um composto por uma caixa com dez cápsulas). A quantidade é superior a ofertada ano passado, quando foram distribuídos aproximadamente 180 mil tratamentos, e se for necessário pode ser solicitado ao Ministério da Saúde uma complementação.

Tabela, clique para aumentar